TICIANE BONFIM CONQUISTA MEDALHA EM SANTIAGO: Bronze que vale muito mais que ouro.

TICE-EM-SANTIAGO

 

Exatamente às 16:15 da tarde Ticiane Souza Bonfim e Letícia Almeida Bello entraram na pista juntamente com as outras 05 finalistas para disputa da final dos 2.000 metros co obstáculos.
Dava pra ver nitidamente o seu nervosismo e sua responsabilidade , mesmo sendo ainda uma jovem menina , a garotinha já saìra da sua comunidade , Flamengo , Município de Jaguarari ao Norte da Bahia , comentando com seu pai e treinador que traria um bom resultado , apesar do Professor Ferreirinha deixá-la trnquila , como tem feito desde que a garotinha resolveu , ao lado do irmão gêmeo Alessandro Bonfim , seguir os passos da irmã mais velha Náviny Bonfim.
Foi uma prova com final emocionante. As duas representantes brasileiras brigaram o tempo toda para fazerem uma dobradinha , mas na última prova Letícia , que vinha na terceira colocação errou a passagem do obstáculo e foi ultrapassada. Ticiane que vinha na segunda colocação também perdeu a posição , porém ficou com a medalha de bronze que tem um doce sabor dourado (7:16.78).
Medalha que coroa uma temporada incrível da garotinha que fez história em São Bernardo do Campo , conquistando prata nos 3.000 metros com obstáculos do Campeonato Brasileiro SUB 20 , escreveu mais um capítulo lindo ao vencer a mesma prova do Troféu Norte Nordeste Adulto em Recife – PE e no Campeonato Brasileiro SUB 18 , disputado em Bragança Paulista ela carimbou seu passaporte para Santiago , ficando na segunda colocação na prova dos 2.000 metros com obstáculos.
O ano ainda não acabou. A garotinha desembarca no Aeroporto Senador Nilo Coelho em Petrolina dia 10 de outubro e dois dias depois já viaja para Natal – RN , onde disputa o Troféu Norte Nordeste SUB 18 que começa dia 14 e termina dia 15. Tice lidera os rankings das provas dos 3.000 metros rasos e dos 2.000 metros com obstáculos , prova que ela é especialista , treinando num equipamento construído especialmente para treinos nesse tipo de prova. Aliás , não é a primeira vez que a menina convence seu pai a possibilitar que ela pratique uma prova do espetacular Atletismo. Quando tinha 10 anos ela pediu ao pai que construísse um colchão de salto em altura , pois ela disse que seria uma grande saltadora vertical.
Ela é assim , sempre intensa e otimista como seu pai.
Em novembro ela vai a Brasília disputar a prova dos 3.000 metros rasos , representando a Seleção Baiana de Atletismo que viaja num vôo fretado pela Sudesb.
A Prefeitura Municipal de Jaguarari foi muito importante nessa conquista já que disponibilizou transporte para ela e mais de 50 atletas para a disputa da temporada estadual no primeiro semestre e vai fornecer transporte para os 11 que estão convocados para a capital Norteriograndense.
Categorias: BAHIA, BRASIL, ESPORTE

Deixe uma resposta